O que é uma Igreja doméstica?


Familia da Santa Terezinha do Menino Jesus

O lar cristão é o lugar em que os filhos recebem o primeiro anúncio da fé. Por isso, o lar é chamado, com toda razão, de "Igreja doméstica", comunidade de graça e de oração, escola das virtudes humanas e da caridade cristã. (1666 CCC)


Todo lar católico deve ser considerado uma pequena Igreja. O Pai a cabeça e a Mãe o coração (ambos com a mesma dignidade diante de Deus e sempre tratando-se igualmente na caridade) e os filhos aprendendo como conhecer, amar e servir à Deus. A cabeça do verdadeiro lar católico é Jesus, da mesma maneira que Ele é o chefe da Igreja mas nomeou o Vigário do Sumo Pontífice, o Santo Padre. A consciência constante da realeza de Cristo, com a semana centrada na Missa e o dia centrado na oração, é fundamental para a família.
No mínimo, além de serem incentivados a rezar em suas próprias palavras, as orações que cada criança católica deve saber são:

- Orações do Rosário: Sinal da Cruz; Credo, Pai-Nosso, Ave Maria, Glória, oração de Fátima e Salve Rainha;
- Bênção antes das refeições;
- Bênção após as refeições;
- Oração ao Anjo da Guarda;
- Ato de Contrição;
- A Oração pelos defuntos.

A oração pode ser incentivada colocando fontes de água benta perto da porta de entrada da casa e no quarto das crianças. Cada quarto também deveria ter um crucifixo pendurado sobre a cama benzido por um padre.

O ideal seria que cada família consagrasse a sua casa ao Sagrado Coração de Jesus, declarando abertamente a sua intenção de fazer de Cristo o Rei do lar. Também devemos pedir à um bom Padre que benza a nossa casa nova e a Igreja recomenda a benção anual durante o tempo de Páscoa.*

Em contraste com a típica casa do mundo secular que possui um aparelho de televisão como peça central, o ponto central de um lar católico deve ser o altar da família - um lugar onde a família possa se reunir para oferecer suas orações à Santíssima Trindade e pedir aos Santos para interceder por eles. Assim como as orações da manhã, Rosários em família, novenas famíliares, Lectio Divina, Liturgia das Horas etc...

Os altares familiares, assim como o resto da casa, podem ser decorados de acordo com o tempo litúrgico, mudando as cores das toalhas, imagens sacras e flores de acordo com as celebrações da Igreja. Uma dica seria ter um ou dois mini porta-retratos e ter santinhos de acordo com a devoção de cada família e trocar somente a foto do Santo no dia da celebração ao invés de ter inúmeras imagens no altar (é bom lembrar – e ensinar aos nossos filhos a beleza da simplicidade – quanto menos melhor). Claro que Crucifixo, imagem de nossa Senhora e São José devem permanecer no altar (e o padoreiro da família).
- Sobre a criação de altares, presépios, etc: a decoração deve ser organizada de um modo que Cristo seja a perspectiva mais importante. Assim como nas igrejas. Do lado esquerdo da Igreja, de nossa perspectiva é o Evangelho e Maria, enquanto o lado direito da nossa perspectiva é a Epístola e São José e o crucifixo fica acima e no centro. Isto porque a partir da perspectiva de Cristo, o Evangelho e Maria estão a sua direita. Seguindo este princípio, quando a criação de uma creche ou altar, por exemplo, Maria deve estar à direita de Cristo (mas a nossa esquerda).

Também em sintonia com os tempos litúrgicos e festas, ícones e estátuas podem ser cobertas com pano roxo durante as duas últimas semanas da Quaresma, coroa de espinhos podem ser usados para decoração durante a quaresma, a estátua de Maria pode ser coroada com rosas em maio; lírios podem ser colocados na festa de São José; coroas de Advento no primeiro domingo do Advento etc.

É muito importante que os pais façam o ano litúrgico ser vivido pelos seus filhos, para torná-los parte do ritmo de vida dos filhos. Isso irá ajudá-los a prestar mais atenção na missa durante o Evangelho e os sermões e também ajuda as crianças psicológicamente, pois sentem-se "fundamentadas" em uma família estável, tradicional e como parte de algo "maior do que eles são" em termos da Igreja. Os ciclos do ano litúrgico tem sido compartilhados por católicos durante milênios. Estas "pequenas coisas" conectam os seus filhos para si, para a sua família e para a Igreja - Cristo.

Os costumes de celebrações variam de famílias e países. Mas toda criança católica deve aprender sobre os nossos Santos virtuosos! Dê-heróis à seus filhos, inspire a sua imaginação e alimente a vontade de fazer o bem. Eles podem ser ensinados sobre os santos através dos seus dias de festa. A família deve adotar um padroeiro para a sua casa, assim como cada Igreja particular tem o seu próprio padroeiro (São José, padroeiro das famílias, é natural para esta causa!). Algumas famílias escolhem um padroeiro diferente a cada ano na festa da Epifânia. Não importa qual seja, a Igreja Triunfante deve ser vivenciada como sendo tão real para os seus filhos quanto a Igreja Militante!

... E a realidade do sofrimento da Igreja devem ser claros e relevantes para eles, também. Embora todos nós temos a esperança de que nossos familiares mortos já estejam no Céu, é possível que eles estejam no purgatório por um tempo. Estes entes queridos nunca devem ser esquecidos e rezar por eles deve ser uma parte da vida de seus filhos.

Os pais também devem ensinar os filhos a pedir benção a eles, um costume antigo que infelizmente não se vê hoje em dia. Na verdade este hábito singelo, demonstra respeito e confiança que os filhos possuem em relação aos pais.
Você pode não ser rico, você pode ser incapaz de dar grandes posses para o seu filho, mas uma coisa que você pode lhe dar é a sua bênção. E é melhor ser abençoado do que ser rico.(São Ambrósio)
Seria bom se uma pequena biblioteca pudesse ser construída com livros para alimentar a fé: Catecismo da Igreja para crianças e adultos, Documentos da Igreja, Autobiografia de Santos e livros de meditações diárias escrita por Santos.

Casas Católicas devem ser preenchidas com livros católicos, arte sacra, música sacra, etc. Deve haver uma abundância para alimentar a mente e o coração e para envolver o corpo. Uma criança bem treinada, raramente fala de "tédio" ou o usa como uma desculpa para se envolver em encrencas ou se lamentar. A criança deve aprender a se divertir com as coisas simples do dia a dia, imaginar novos jogos e aprender sobre o mundo ao seu redor. As crianças nunca odeiam ler e aprender! Isso vem depois, quando os professores (e os pais) ignoram a importância da leitura e quando a televisão rouba-lhes a imaginação e os ensina a aprender passivamente. Como pais cristãos, que prometemos no dia em que nos casamos a ensinar nossos filhos a amar e servir à Deus, seria bom nos perguntamos se a televisão contribui para essa promessa....Dê glória a Deus em tudo que faça...não seria melhor manter nossos filhos longe de TV? Ou pelo menos de grandes doses da mesma (e certamente, longe de programação que agride a moral cristã). Pode ser que um bom filme não machuque ninguém, mas incessante imagens, trilhas sonoras barulhentas, comerciais, etc... especialmente em doses elevadas, são assassinos da alma.

Se você não gosta de: ler, desenhar, pintar, tocar um instrumento musical, bordar, tricotar, cozinhar, aprender línguas estrangeiras, empinar pipas, praticar esportes, etc - eu acho que você entendeu o meu ponto - desligue a TV e comece alguma coisa agora mesmo. Se você perdeu tudo isso quando criança chegou a hora de reconquistar! Se puder, prepare um espaço onde seus filhos possam ser criança e junte se a eles!

Sagrada Família Ora pro nobis!
______________________
A Bênção Anual de Casas da Família
152. A bênção anual das casas de famílias acontece geralmente durante a Páscoa - ou em outras épocas do ano. Esta prática pastoral é altamente recomendado aos párocos... uma vez que oferece uma ocasião preciosa para lembrar a presença constante de Deus entre as famílias cristãs. É também uma oportunidade para convidar os fiéis a viver segundo o Evangelho e para exortar os pais e as crianças a preservar e promover o mistério do ser "Igreja doméstica" (156). Fonte: Diretório sobre Piedade Popular - Vaticano

4 comentários:

  1. Salve Maria!Lindo texto!Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom artigo! Obrigada!

    Julie Maria - www.modaemodestia.com.br

    ResponderExcluir
  3. este artigo é útil para as famílias seria melhor partilha-lo

    ResponderExcluir
  4. Antonio Manuel Cassinda13 de dezembro de 2014 14:10

    seria melhor partilhar em PDF ou seja reproduzir para em forma de retiro ou reflexão seria porta-vozes os lideres das Equipas Nossa Senhora Igreja Domestica

    ResponderExcluir

+Seu comentário será publicado após aprovação.
In Christo Rege!

Pin It button on image hover